Servidor DHCP

Servidor DHCP

O que é o protocolo DHCP?

O protocolo DHCP (Dinamic Host Configuration Protocol) permite aos computadores e dispositivos obter IP automaticamente na rede.

E como funciona?

O modelo mais usado é o cliente/servidor, onde o servidor DHCP distribui endereço IP automaticamente aos clientes, e junto com o IP, o servidor atribui a macara de rede, gateway e DNS aos clientes.

Mas, e como funciona isso na prática?

Quando um dispositivo (smartphone, notebook, desktop, etc) se conecta na rede, não tem nenhuma configuração de rede definida ainda. O dispositivo envia um pacote broadcast com os parâmetros de tipo de pedido de conexão para a rede local. O servidor DHCP recebe este pacote e devolve um outro pacote broadcast com todas as informações pedidas.

Qual é a importância do DHCP nas empresas?

Como visto, a função do DHCP é facilitar a configuração dos endereços de IP nos computadores e isso aumenta a eficiência da TI na sua empresa.

E configurar um servidor DHCP é bem simples, vamos ver a seguir como fazer.

Como configurar um servidor DHCP

Vou mostrar como faz a instalação e configuração em um sistema operacional gnu/linux CENTOS 7, mas aplica-se a outras distribuições, mudando somente o nome dos comandos, mas o princípio é o mesmo.

Vou partir do princípio que já tenha a distribuição CENTOS 7 instalado e com IP fixo configurado e com Internet funcionando.

Todos os comando executados foram realizados com o usuário root (isso não é aconselhável, mas é história para outro artigo).

  • Instalar DHCP
    • yum install dhcp (Não tem segredo, quando pedir confirmação apenas aceite. Instalação bem simples e automática)
  • Colocar a placa de rede para escutar o DHCP
    • vi /etc/sysconfig/dhcpd 
    • Agora é necessário colocar a placa de rede para escutar o DHCP, eu usei o editor de texto "vi", mas você pode usar o de sua preferência.
    • Após abrir o arquivo, localizar a linha DHCPDARGS e colocar o nome da placa de rede que irá escutar o DHCP como no exemplo abaixo:
      • DHCPDARGS=ens32
  • Arquivo de configuração do DHCP
    • vi /etc/dhcp/dhcpd.conf
    • Abrir o arquivo acima com o editor de texto de sua preferência e deixar da seguinte maneira:
    • INTERFACES="ens32";
      option domain-name "dhcp.server";
      option domain-name-servers 10.0.0.1;
      ddns-update-style none;
      default-lease-time 600;
      max-lease-time 7200;
      authoritative;
      log-facility local7;
      
      subnet 10.0.0.0 netmask 255.255.0.0{
      	option routers		       10.0.0.1;
      	option subnet-mask         255.255.0.0;
      	option domain-name-servers 10.0.0.1;
      	option time-offset	   -18000;
      	range 10.0.0.100 10.0.1.254;
      }
    • Em INTERFACES coloca o nome da placa de rede;
    • Em option domain-name "dhcp.server" colocar o nome do seu servidor;
    • Em option domain-name-servers 10.0.0.1 é o DNS da sua rede, mas você pode utilizar o DNS do Google 8.8.8.8 ou outro de sua preferência;
    • Em ddns-update-style none deixe como no exemplo, essa opção serve para não habilitar a atualização dinâmica;
    • Em default-lease-time 600 deixe a padrão, pois controla o tempo de renovação dos endereços IP. O “600” indica que o servidor verifica a cada dez minutos se as estações ainda estão ativas.
    • Em max-lease-time 7200 deixe a padrão, pois determina o tempo máximo que uma estação pode usar um determinado endereço IP.
    • Em authoritative  significa que o servidor DHCP se comunica com clientes mesmo que estes possuam configurações erradas de rede ou possuam IPs que não sejam da subnet configurada no servidor;
    • Em log-facility local7 é o formato em que será exibido o log;
    • Em subnet devemos definir a rede e em netmask a máscara de rede, em seguida tem os parâmetros de dentro da subnet:
      • option routers 10.0.0.1 - é o IP do roteador ou Gateway da sua rede;
      • option subnet-mask 255.255.0.0 - é a máscara da rede;
      • option domain-name-servers 10.0.0.1 - é o DNS da sua rede;
      • option time-offset   -18000 - é o horário oficioal do Brasil;
      • range 10.0.0.100 10.0.1.254 - aqui especifica o range de IP, quantos dispositivos você quer definir para acessar a sua rede.
  • Ativar o DHCP
    • Depois de configurar o DHCP, é preciso ativar o serviço, segue:
    • systemctl enable dhcpd;
  • Iniciar o DHCP
    • Depois de ativar, vamos iniciar o serviço do DHCP com o seguinte comando:
    • systemctl start dhcpd;
  • Parar o DHCP
    • Sempre que precisar modificar o arquivo de configuração do DHCP, o mesmo deve ser reiniciado o serviço, para isso deve para o serviço com o comando a seguir:
    • systemctl stop dhcp;
    • Depois de parar o serviço usa-se o comando anterior para iniciar o serviço novamente.
Enfim, chegamos no final desse artigo, é bem simples e qualquer dúvida deixe um comentário. Também deixei para download o arquivo dhcpd.conf.

Download: dhcpd.conf