Grupos de Melhorias

Grupos de Melhorias

Com a globalização, a continuidade e sobrevivência das Empresas esta intimamente ligada a sua capacidade de competir, pois para superar a concorrência tanto local como internacional, e que cada vez mais está se tornando "selvagem", elas precisam estar ajustadas as novas realidades.

Fazendo uma analogia da empresa com o corpo humano, tudo deve estar funcionando bem e harmonicamente. Não adianta nada estar com um corpo malhado, atlético se o coração não está. Todods os órgãos são igualmente importantes. É comum imaginarmos que determinados órgãos são mais importantes que outros, porém, poderemos morrer por uma infecção nos pés.

Se compararmos a empresa a um corpo humano, podemos notar que nenhuma empresa é mais forte que o seu setor ou seu colaborador mais fraco. De que adianta uma área comercial forte se a área de produção é fraca ou deficiente? É comum imaginarmos que o Presidente ou o Diretor é mais importante que um operador de máquina; Mas todos são importantes! Uma falha de um colaborador por mais simples que seja sua função, pode levar a empresa a falência! Tudo vai depender da gravidade do efeito do erro cometido.

Desta forma, concluímos que, para termos uma empresa forte, competitiva, é imprescindível que todos os setores, todos os colaboradores sejam igualmente "fortes". Colaboradores "fortes" significam funcionários conscientes da Missão, dos Objetivos e da Política da Empresa. Estar motivados e preparados para realmente "FAZER ACONTECER".

Grupo de Melhorias

São grupos de colaboradores "fortes" constituídos da seguinte forma:

  • Número de participantes: 3 à 7 pessoas
  • De qualquer nível
  • Escolhidos pela Direção / Gerência visando obtenção de melhores resultados, considerendo-se fatores como tema, meta, prazo, etc
  • A duração do grupo é determinada pelo time de produtos. A continuidade ou não do grupo é definida pelo time de produtos
  • O tema das metas são determinadas pelo time de produtos

Os grupos podem ser homogêneos (pessoas de uma mesma área/setor) ou heterogêneos (pessoas de diversas áreas/setores).

Como se formam os Grupos de Melhoria

A Empresa forma o grupo de acordo com suas necessidades; Assim ataca o problema que lhe aflige rapidamente, não perdendo tempo com excesso de grupos de voluntários que tratariam problemas não prioritários para o momento. Sendo assim, os Grupos de Melhorias surgem como decorrência natural do processo de envolvimento de todos.

Levando-se em consideração a Missão da Empresa (que é a sua razão de ser), define-se a sua Política (que nada mais é que o meio para a sua continuidade). Esta Política vai descendo na hierarquia sendo desdobrada para a Política da fábrica, que por sua vez é desdobrada para Departamentos, seções até atingir os colaboradores da Empresa "Top-Down" (de cima para baixo).

A palavra comprometimento define bem o bottom-up (de baixo para cima), pois a resposta positiva do grupo em atender a Política da Empresa é o alicerce para a qualificação dos resultados.

No geral, para se atingir a Política da Empresa, todos (setores/departamentos/seções) precisam atingir a sua Política. A união dessas Políticas é que abrangerá o todo. Em cada parcela de responsabilidade, o número 1 pode ser diferente, vai depender do nível à que se refere, ou seja, pode ser o Presidente, Superintendente, Gerente Geral, conforme o nível hierárquico, desta forma o desdobramento das responsabilidades individuais é que trará o sucesso desejado. Uma forma eficaz de definição da Política é através de estabelecimento de Metas/Objetivos. A Política da Empresa só poderá ser concretizada quando desdobrada aos Diretores e atingida depois pelos mesmos; evidentemente os Diretores por sua vez, só conseguirão atingir as suas Metas/Objetivos se desdobrarem as Metas/Objetivos para seus colaboradores imediatos, e estes atingirem a mesma; e assim em diante até atingirem todos os colaboradores.

Notem que neste processo de desdobramento da Política só é viável e eficaz quando a chefia ou um Comitê souber escolher os melhores colaboradores para uma certa Meta/Objetivo.

Formação do Grupo de Melhoria

  • Comitê Organizacional (Nivel Alta Direção)
    • Time de Produtos (Nível Gerencial)
      • Grupo de Melhoria (Qualquer Nível)

Comitê Organizacional

Formado por diretores, para melhor evolução do sistema, acompanha o desdobramento da Política, estabelece Metas/Objetivos e faz o follow-up.

Time de Produtos

Formado por gerentes/chefes/supervisores, conforme tipo de produtos ou serviços, visando melhor desevolvimento dos trabalhos dos Grupos. Atua como facilitador das ações, resultantes dos trabalhos dos Grupos. Além de colaborar com os GM, tornando-se elemento de ligação entre os Grupos e a Alta Direção quando há necessidades de decisão superior. Podem também tomar parte de um ou mais Time de Produtos.

Colaboradores dos GM

O treinamento básico está voltado a conscientização para o problema, visando sua resolução. Para tanto, os participantes precisam ter conhecimento básico de ferramentas e técnicas de resolução de problemas antes do início dos trabalhos.

Os treinamentos específicos devem ser de acordo com a REAL necessidade dos GM, orientados pelas Metas/Objetivos. Tendo em vista a eficácia dos GM e ao mesmo tempo para se evitar uma confusão mental dos colaboradores deve-se ministrar aprenas treinamentos realmente necessários para se atingir uma determinada Meta.

Espero que tenha sido muito esclarecedor nesse assunto e num próximo artigo venho falar de algumas ferramentas importantes para o desenvolvimento dos Grupos de Melhoria.